BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

APÓS PANDEMIA: ‘Porto Velho precisa de um choque na educação’, diz Samuel Costa, pré-candidato a prefeito

Samuel Costa tem como proposta de ação na Educação a destinação da integralidade do dinheiro do FUNDEB no pagamento dos profissionais

Assessoria

15 de Agosto de 2020 às 12:12

Atualizada em : 15 de Agosto de 2020 às 12:13

Foto: Divulgação

A crise no sistema educacional de Porto Velho que levou milhares de crianças a ficarem sem aula desde o ano de 2019 se agravou com a pandemia de COVID-19, principalmente os alunos da zona Rural, que fica mais distante das alternativas tecnológicas desse período, é o exemplo do quanto a não priorização da educação pode ser lesiva a sociedade.

 

Para o pré-candidato a prefeito de Porto Velho, Samuel Costa (PC do B), a valorização da educação é o ponto de partida para a mudança que Porto Velho tanto precisa, por isso, a partir de 2021 a cidade precisa de um choque de gestão nas ações voltadas para a educação.

 

"Porto Velho precisa de um choque na educação, após a pandemia, Precisamos manter o aluno da rede pública municipal dentro da escola criando períodos em tempo integral, aonde os estudantes possam ter no contra turno a participação de outras atividades interdisciplinar, seja no esporte, aula de reforço, cultura, teatro ou dança”, disse Samuel Costa.

 

Professor de profissão e um entusiasta da gestão do seu correligionário Flávio Dino, no estado do Maranhão , Samuel Costa tem como base inicial de ação na Educação a destinação da integralidade do dinheiro do FUNDEB no pagamento dos profissionais de educação, tal qual faz o governador maranhense.

 

Com essa ação, o salário dos professores e todos os profissionais que integram o quadro do sistema educacional de Porto Velho daria um salto considerável, mostrando respeito à esses trabalhadores e fazendo com que eles sintam-se valorizados em suas atividades.

 

“Os professores de Porto Velho precisam se tornar destaque nacional no quesito salarial, é possível fazer isso utilizando integralmente os recursos do FUNDEB, assim como é feito no Maranhão, basta ter boa vontade e respeito com nossos profissionais da educação”, finalizou Samuel Costa.

 

O pré-candidato a prefeito foi ao Maranhão conhecer de perto a estrutura e a política de educação e acredita na possibilidade de uma virada no jogo em Porto Velho. Samuel Costa segue se reunindo com lideranças progressistas em todas as regiões da capital.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS