INVERNO AMAZÔNICO: População deve se prevenir para evitar acidentes com animais peçonhentos

Os ambientes mais propícios para escorpiões e aranhas são quintais e terrenos

INVERNO AMAZÔNICO: População deve se prevenir para evitar acidentes com animais peçonhentos

Foto: Assessoria

Com o período do inverno amazônico, a proliferação e o aparecimento de animais peçonhentos como cobras, aranhas e escorpiões, inesperados no perímetro urbano, podem ocorrer, além de igarapés ou córregos. Com isso, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Rondônia (CBMRO) define algumas orientações à população com intuito de prevenção, entre as quais, manter a limpeza constante nos quintais e terrenos baldios.
 
Nesta época, devido às chuvas, os animais peçonhentos costumam sair do seu habitat para procurar novos abrigos. Os ambientes mais propícios para escorpiões e aranhas são quintais e terrenos que acumulam entulhos de madeira e tijolos.
 
O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Nivaldo de Azevedo Ferreira orientou à população para manter limpos os quintais e terrenos, evitando o acúmulo de entulhos. “É importante não deixar entulhos ou lixo amontoados no quintal, mantendo-o sempre limpo. Destacou ainda, cuidados ao vestir as roupas, colocar calçados fechados (tênis, sapatos), deitar-se na cama, considerando que os animais  gostam de ficar escondidos em locais secos e escuros”, esclareceu.
 
CUIDADOS
 
O Corpo de Bombeiros faz recomendações especiais para a limpeza e retirada de entulhos: usar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) completos, como botas, luvas e máscaras, pois justamente nestes momentos, algum animal peçonhento pode estar escondido e causar uma picada.
 
Com relação às serpentes, os cuidados precisam ser redobrados, especialmente, próximo a rios e igarapés. “As crianças nunca podem ficar sozinhas nestes locais, pois em casos de ataque, as vítimas devem observar as características dos animais para facilitar o procedimento no hospital”, alertou o comandante-geral do CBMRO.
 
DADOS
 
De acordo com o relatório de estatísticas e ocorrências do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Rondônia, em 2023 houve o registro de 141 casos de acidentes com animais peçonhentos, marimbondos e abelhas em todo o Estado. Os maiores casos aconteceram em Cerejeiras (22), Machadinho d’Oeste e Rolim de Moura (17), Ji-Paraná (15), Ariquemes (13), Vilhena (11) e Porto Velho (10).
 
PRIMEIROS SOCORROS
 
Em caso de incidência de acidentes com esses animais, o cidadão deve ligar de imediato para os números: 190, 192 ou 193 e acionar a Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros ou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A triagem de qual órgão vai atender a ocorrência é feita pelo Centro Integrado de Operações (Ciop).
 
Nestes casos, as pessoas serão encaminhadas para o Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), e os animais encaminhados ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama).
Direito ao esquecimento
Nos últimos 25 anos, qual prefeito de Porto Velho teve a melhor gestão?
Como você classifica a gestão de Alex Testoni em Ouro Preto do Oeste?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS