L0UCUR4: Justiça nega liberdade a homem que ‘mexia’ com as três filhas

Importunações começaram em 2013, quando as crianças tinham 8, 9 e 13 anos de idade e seguiram até 2017

L0UCUR4: Justiça nega liberdade a homem que ‘mexia’ com as três filhas

Foto: Reprodução da internet

O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) rejeitou a solicitação de absolvição apresentada pela defesa de um indivíduo condenado por abusar sexualmente de suas três filhas quando ainda eram crianças, ao longo de um período de quatro anos.

 

Conforme detalhado nos registros judiciais, o pai compartilhava a mesma residência com a mãe das três meninas. Os abusos tiveram início em 2013, quando as crianças tinham 8, 9 e 13 anos, respectivamente, persistindo até 2017.

 

O TJRO afirmou que o pai obrigava as crianças a assistirem vídeos pornográficos com conteúdo sexual explícito e as "chantageava" com ameaças, incluindo a promessa de matar a mãe delas e abandonar a família, caso revelassem algo.

 

Embora a defesa tenha pleiteado a absolvição, o pedido foi negado pelo sistema judiciário de Rondônia. Contudo, a pena inicial de 72 anos e 6 meses foi reduzida para 61 anos e 8 meses, com regime inicial fechado. Devido à proteção das vítimas, o processo segue em sigilo.

Direito ao esquecimento
Qual loja você acha que deve receber a nova Estátua da Liberdade da Havan?
Como você avalia a gestão do prefeito Lezão em Rio Crespo?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS