TURISMO RELIGIOSO: Confira dicas de cidades para visitar na Semana Santa

Destinos passam por histórias, tradições e arquiteturas que remetem à religiosidade brasileira

TURISMO RELIGIOSO: Confira dicas de cidades para visitar na Semana Santa

Foto: Reprodução

Entre os países mais religiosos do mundo, o Brasil se prepara para comemorar a Semana Santa. Em busca de histórias, fé, autoconhecimento, reflexão, e porquê não, descanso, o feriado prolongado é uma das datas favoritas do brasileiro para viajar pelo país. Veja algumas cidades que têm a tradição de receber turistas durante as festividades nesse período.
 
Bom Jesus da Lapa 
 
 
A cidade do interior da Bahia guarda muitas histórias de fé e peregrinação. Isso porque tem um dos maiores e mais procurados santuários do país, uma gruta, que leva o mesmo nome da cidade e é conhecida por ser um local de realização de muitas promessas e milagres.
 
Localizado a cerca de 800 km de Salvador (BA), o destino recebe milhões de turistas por ano, de acordo com a Secretaria de Turismo local. As celebrações começam no domingo antes da Páscoa, com a Benção de Ramos e, durante a semana, moradores e visitantes participam da Via Sacra e de procissões.
 
Ouro Preto
 
 
Parte da rota das cidades históricas de Minas Gerais, Ouro Preto é também tradicional em suas festividades da Semana Santa. Com um clima único e toda a hospitalidade mineira, a cidade oferece concertos de música sacra, procissões e uma programação religiosa bem intensa.
 
Além das missas celebradas nas famosas igrejas da cidade, os principais destaques do lugar são o tapete colorido com serragem, quilométrico, que cobre as ruas e ladeiras de Ouro Preto, e a encenação da Paixão de Cristo. A cidade fica localizada a apenas 96 km da capital do estado, Belo Horizonte.
 
Juazeiro do Norte
 
 
A cidade no interior do Ceará já virou um destino certo daqueles que buscam um roteiro de turismo religioso para peregrinar no feriado santo. Isto porque muitos devotos costumam acender velas e rezar por Padre Cícero, também conhecido como Padim Ciço. A Basílica de Nossa Senhora do Socorro fica repleta de romeiros, peregrinos e turistas de todo o Brasil e de outros países que fazem de Juazeiro o segundo maior polo de turismo religioso do país.
 
A estátua em homenagem ao padre, que fica no alto de uma colina, é um dos pontos turísticos mais visitados. Ela oferece uma vista linda para a cidade e para a Chapada do Araripe. Outro bom passeio é o Memorial ao Padre, que abriga alguns dos seus objetos pessoais. A cidade fica a 491km da capital do estado, Fortaleza.
 
Aparecida do Norte
 
 
Aparecida do Norte, no estado de São Paulo, tem um dos maiores templos católicos de todo o mundo e, portanto, é destino imperdível para um roteiro de viagem durante a Semana Santa.
 
A pouco menos de 200 km da capital paulista, o Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida também tem celebrações especiais na Páscoa. Com o início do domingo de Ramos, integra a programação da semana santa a Lavagem dos Pés, tradicionalmente realizada na quinta-feira. Durante a missa, o arcebispo de Aparecida lava os pés de 12 devotos, que simbolizam os 12 apóstolos de Cristo.
 
Belém 
 
 
A capital do estado do Pará também é um ícone do turismo religioso do país. A Semana Santa é um ótimo momento para os cristãos peregrinarem pelas centenárias igrejas da cidade. A Catedral Metropolitana de Belém, também conhecida como Catedral da Sé, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, Igreja das Mercês, Basílica Santuário e a Igreja do Carmo são algumas das mais procuradas para a romaria da data. Cada uma tem sua própria programação para a semana festiva e para a Páscoa que podem ser aproveitadas pelos turistas.
 
PARA ALÉM DA SEMANA SANTA
 
O vasto e diverso turismo religioso do país vai além das igrejas de fé católica e cristã. As religiões de matriz africana também guardam seu lugar aos olhos dos turistas que buscam pela fé em suas viagens.
 
Salvador (BA), por exemplo, é uma das maiores capitais do turismo afroreligioso com histórias que até hoje entrelaçam a cultura da cidade com suas origens afro-brasileira. A cidade guarda, por exemplo, a maior festa do país em homenagem a Iemanjá, Orixá das águas e padroeira dos pescadores, muito cultuada na Umbanda e Candomblé.
 
 
Para além do turismo de sol e praia da cidade do Rio de Janeiro, muito da cultura afro-brasileira religiosa permeia os pontos turísticos da cidade, como é o caso da Pedra do Sal, no bairro Saúde, no centro do Rio de Janeiro. Tombada em 1984 como patrimônio histórico, o local que abriga um dos mais animados e lotados sambas cariocas, foi berço da disseminação do candomblé na cidade. Palco da história negra desde à época da escravidão, o local se preserva como importante monumento religioso da história do Rio de Janeiro.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Cleiton Cheregatto em Novo Horizonte do Oeste?
Quem é mais culpado pelas enchentes em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

N J Schaefer

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS