NOVA REMESSA: Rondônia recebe mais de 28 mil doses de vacina contra a covid-19

As doses recebidas são para atender toda a população prevista no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação (PNO)

NOVA REMESSA: Rondônia recebe mais de 28 mil doses de vacina contra a covid-19

Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (8), Rondônia recebeu mais 28.050 doses da vacina contra a covid-19 da Janssen, enviadas pelo Ministério da Saúde (MS).
 
O total de vacinas oficialmente recebidas nas últimas duas semanas e informadas pelo Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) foi de 96.560 doses, sendo 62.010 Pfizer, que chegaram no dia 29 de novembro ao Estado; 6.500 doses da AstraZeneca, que chegaram no dia 7 de dezembro e 28.050 doses da vacina Janssen, que foram entregues neste dia 8.
 
 
O diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima, explicou que não foi realizado evento para entrega das remessas anteriores, pois o objetivo era reunir e informar num único momento.
 
 
“A recepção das vacinas já entrou no calendário pontual de ações do Governo de Rondônia. Nas últimas entregas percebemos que a imprensa não compareceu para o evento de recepção, por isso aguardamos a oportunidade para fazer o convite quando houvesse uma novidade quanto ao assunto e hoje temos: a chegada da vacina Janssen”.
 
 
Com as remessas entregues, o Poder Executivo Estadual contabiliza 2.914.118 doses de vacina recebidas do Governo Federal, sendo 721.648 CoronaVac; 893.150 AstraZeneca; 1.235.520 Pfizer e 63.800 Janssen.
 
 
As doses recebidas são para atender toda a população prevista no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação (PNO). O diretor executivo da Agevisa lembrou que o intervalo entre doses para todas as vacinas é de 28 dias em Rondônia, conforme decisão conjunta entre Agevisa, Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Rondônia (Cosems).
 
 
O intervalo para a dose de reforço (3ª dose) é de quatro meses após a 2ª dose do imunizante. “A vacinação é uma medida preventiva para a redução da ocorrência de casos graves de covid-19 e óbitos. Não podemos esquecer que ainda se faz necessária a manutenção de regras de prevenção, como uso de máscaras, distanciamento social, etiqueta respiratória, higienização das mãos, dos objetos de uso pessoal e comercializados”, reforçou o diretor.
Direito ao esquecimento

Você concorda que quem não se vacinou deveria pagar mais impostos?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS