COLUNA SEMANAL: Assassinato de dois idosos lembra crime ocorrido em 2018 com 11 vítimas

Veja também: rio Madeira deve ter uma seca pior em 2024 do que a ocorrida no ano passado; PP, de Cassol, lança Valdir Vargas como pré-candidato a prefeito na capital; Rondônia entra na corrente de ajuda aos gaúchos

COLUNA SEMANAL:  Assassinato de dois idosos lembra crime ocorrido em 2018 com 11 vítimas

Foto: Divulgação

Solidariedade aos Gaúchos
 
As imagens que todos nós tivemos acessos na última semana sobre a tragédia que se abateu no Rio Grande do Sul são, no mínimo, estarrecedoras. A quantidade de mortos já passa de 100 e a de desaparecidos já superou essa marca. Cidades inteiras destruídas! É desolação e tristeza para qualquer lado que se olhe. O povo gaúcho está enfrentando a maior alagação da história do Estado. Nesse momento, só nos resta colocar uma palavra em ação: solidariedade. Não importa se somos de pensamentos diferentes, temos que deixar os preconceitos de lado e abrir o coração. Vamos doar o que for possível. O pouco que você entrega é muito para quem não tem nada. 
 
 
Doações
 
 
 
Vários locais estão fazendo a arrecadação de mantimentos, água, roupas, produtos de higiene. Um desses locais é a Faculdade Católica de Rondônia, que fica na avenida Jorge Teixeira, próximo ao Espaço Alternativo, em Porto Velho. Lá, estão sendo arrecadadas as doações que serão enviadas para as vítimas da enchente. Outro local, são as agências do Banco do Brasil que vão estar fazendo a arrecadação de doações até o dia 14 de maio. O CPA , na capital, também está recebendo ajudas.
 
 
Mentiras
 
 
Mas em meio a todas essas cenas de terras arrasadas está algo que chama a atenção de forma negativa. Trata-se da capacidade que muita gente tem para tumultuar a vida de quem já está com ela devastada. Estamos tratando das fakenews que meio ao drama dos gaúchos têm sido propagadas nas redes sociais em uma velocidade impressionante e que não tem ajudado em nada nesse momento de dor e sofrimento. Mas a Polícia Federal já está investigando quem inventa e espalha essas desinformações. 
 
 
 
Ignorância e Preconceito
 
 
Tem um vídeo de uma pastora, Michele Dias, atribuindo o que está ocorrendo no Rio Grande do Sul, às religiões de matrizes africanas. A mulher afirma que Deus está colocando toda a ira dele naquele Estado, devido haver mais terreiros de umbanda e candomblé que a Bahia. Leitor, isso é de uma ignorância e perigo que só nos resta lamentar que alguém diga isso e muitos acreditem. Uma coisa não tem nada a ver com a outra e só revela o preconceito em um momento de tantas pessoas fragilizadas. Ignore informações desse tipo e foque na ajuda a quem necessitam que, com certeza, você deve ganhar alguns pontinhos de solidariedade no seu coração e vai alegrar muito mais pessoas! Em tempo, a mulher fez outro vídeo se desculpando e disse que não tinha intenção de agredir qualquer religião. O roteiro dessa gente é sempre o mesmo: falam besteiras na internet, arrotam preconceitos e quando sentem a reação contrária ao que falaram, pedem desculpa... 
 
 
Censipam
 
Mas o que aconteceu no Rio Grande do Sul pode acontecer em Rondônia? A coluna entrou em contato com o Gerente Regional de Porto Velho, do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia – CENSIPAM, Caê Moura(foto). O órgão é responsável por análises climáticas e ambientais na Amazônia. Ele afirmou que sim, porém, existem diferenças geográficas, geológicas, meteorológicas e hidrológicas bem distintas entre os dois Estados. “A chuva como as que ocorreram lá, resultariam em catástrofe em qualquer lugar”, observou.
 
 
Seca em 2024
 
Na conversa, Caê Moura, alertou que Rondônia já sente as mudanças climáticas. Um exemplo, é a seca do rio Madeira, que ocorreu no ano passado e que deverá se repetir em 2024, de forma mais intensa. “Todos os prognósticos apresentados pelo CENSIPAM e demais órgãos vêm sendo confirmados mês a mês. Os rios da região Norte apresentam, hoje, níveis muito próximos dos mínimos registrados para o período. Isso significa que esses rios entraram no período de estiagem abaixo do que de costume. Podemos sim registrar novos recordes históricos de seca”, explicou.
 
 
Negacionistas
 
Apesar de todas essas catastróficas previsões feitas pelo Censipam, ainda tem muita gente em Rondônia, que não acredita nas mudanças climáticas. Para essas pessoas, Câe Moura tem um recado. “Basta lembrar que o rio Madeira quebrou o recorde de nível mínimo ano passado, de 1,43m e 1,46m, para 1,10m. Além disso, o Brasil registrou 12 eventos climáticos extremos no ano passado (fonte: ONU News). E por fim, quem nega a crise climática até hoje, dificilmente, vai ser convencido do contrário, até que sua própria casa esteja debaixo d'água, ou que lhe falte água para beber”, declarou.
Agronegócio
 
 
Agronegócio
 
 
Perguntado sobre o fato do agronegócio ter uma parcela nas mudanças do clima em todo o mundo, o gestor do Censipam, avaliou que sim e fez um alerta. “O que eles ainda não perceberam é que a monocultura extensiva é um tiro no pé do ponto de vista civilizatório. A busca incessante por cada vez mais lucro, esquece que os recursos e limites desse planeta são finitos e bem definidos. Por exemplo: ano passado nós tivemos certas localidades em Rondônia que tiveram uma taxa de replantio de 60%, por conta da estiagem, coisa inédita na história da produção no estado. Toda destruição e degradação do meio ambiente está cobrando seu preço, em cifras e em vidas”, enfatizou.
 
 
 
Crueldade
 
Na última quarta-feira(08), um crime chocou Rondônia pela crueldade. Dois idosos(foto), Osmar Canuto da Silva(71) e Emiliano Oliveira Soares(72), foram mortos a golpes de pé de cabra, no município de Candeias de Jamari. O autor dos assassinatos foi preso e também era morador da vila de apartamentos onde as vítimas viviam. A forma como essas duas mortes ocorreram nos lembra outro crime acontecido em 2018, na zona Leste, em Porto Velho, quando um homem chamado Edinei Ribeiro, com dois facões atacou, aleatoriamente, onze pessoas, matando uma delas. O assassino foi morto pela Polícia Militar ao tentar avançar nos policiais que atendiam a ocorrência. Nos dois casos, o motivo teria sido um surto psicótico. No caso de Candeias do Jamari, o acusado está sendo avaliado pela Justiça onde será decidido por uma medida de segurança ou ficar na condição de preso comum.  São consideradas medidas de segurança: I – Internação em hospital de custódia e tratamento psiquiátrico ou, à falta, em outro estabelecimento adequado; II – Sujeição a tratamento ambulatorial. A medida de segurança é uma espécie de sanção penal, gênero no qual também se inclui a pena.
 
 
 
Problemas Mentais
 
 
Esses casos acendem um alerta para os problemas mentais presentes em nossa sociedade. No Brasil, por exemplo, a ansiedade atinge mais de 26 milhões de pessoas. Aliás, o Brasil é o país com maior número de pessoas ansiosas; cerca de 9,3% da população, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Dados mais recentes mostram que 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental, como a ansiedade e a depressão.
 
 
Cuidado
 
Para o psicanalista Dr.Zeno Germano (foto), os transtornos mentais existem, porém, se faz necessário cuidado ao ligá-los aos casos de violência. “Não é certo associarmos surtos psicóticos à violência, como uma relação de causa e efeito. Alguns casos podem incorrer em violência para a própria pessoa como para terceiros. Outros, não”, explicou.
 
Tratamento
 
Ele informou ainda que a intensidade e a forma de um surto psicótico tem a ver com a ausência de tratamento ou com algum aspecto inadequado do tratamento. Para o psicanalista, essas pessoas não estão em tratamento ou no devido tratamento. “Elas precisavam estar incluídas na rede de assistência em saúde mental do poder público, sendo devidamente atendidas e terapeutizadas. No entanto, sabemos que isso é, extremamente, falho”, lamentou.
 
 
PM responde
 
A polêmica em torno do caso de um menor, conhecido como ‘Matador do PCC’, apreendido pela Polícia Militar, mas que foi liberado na delegacia, mesmo estando sendo procurado como foragido, continua dando o que falar. O diretor de Comunicação Social da Polícia Militar, major Renato Suffi, enviou uma resposta à última coluna que tratou do assunto. Ele afirmou que a PM fez o que deveria ser feito, durante a ocorrência, apreendendo o menor. O major disse que na delegacia, durante a audiência de custódia, foi solto o rapaz, mesmo com o mandado de prisão em aberto.. “Foi citado de todos os crimes no BOP. A PM fez a parte dela”, declarou. O que sabemos é que o menor está solto e ninguém assume que houve algo errado que culminou com a saída do ‘Matador do PCC’ pela porta da frente da delegacia.
 
 
Juiz
 
Já que estamos falando em Justiça e polêmica, ainda vai dar muito pano pra manga o discurso do juiz Rinaldo Forti da Silva, que é secretário-geral do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO). A fala ocorreu, no último dia 26 de abril, durante a solenidade de posse dos novos servidores e servidoras da Justiça Estadual de Rondônia, quando o magistrado, sem meias palavras, disse que eles era um "peso" para os gastos públicos, afirmando que "não chegam para somar, mas para pesar em gastos". A fala repercutiu e muito! Entidades de trabalhadores do Judiciário Brasileiro repudiaram o comentário. 
 
TJ-RO
 
Por outro lado, a Corregedoria Nacional de Justiça está de olho no Judiciário rondoniense. Tanto que instaurou, no último dia 05 de maio, um pedido para que o TJ-RO sobre a natureza de verbas indenizatórias pagas aos magistrados locais. O Tribunal afirmou em nota que os valores se referem ao Adicional por Tempo de Serviço, indenização de férias e outros direitos acumulados, autorizados pelo Conselho Nacional de Justiça e pelo Tribunal Pleno Administrativo de Rondônia. Como dissemos no início, esse assunto ainda vai dar muito pano pra manga, resta saber quem pesará mais, os servidores ou os juízes?!
 
Elas
 
Essa semana duas Fátimas, do Partido dos Trabalhadores, estiveram no Programa Conexão Rondoniaovivo, apresentado pelo jornalista Ivan Frazão. A ex-senadora Fátima Cleide falou sobre a pré-candidatura à Prefeitura de Porto Velho. Já a ex-vereadora na capital, Fatima Ferreira, conversou sobre a decisão de lançar seu nome como pré-candidata a vereadora. Confira as duas entrevistas nos links! 
 
 
Valdir Vargas
 
E o ex-governador Ivo Cassol também já tem um pré-candidato a prefeito de Porto Velho para chamar de seu. O escolhido é o jovem empresário Valdir Vargas. Ele foi lançado pelo PP e esteve no Programa Conexão Rondoniaovivo, explicando quais os seus planos para a capital. Assista a conversa aqui
 
 
Porto Velho em Pauta
 
 
 
A capital rondoniense será tema do Seminário Porto Velho: Oportunidades & Investimentos. O evento acontece no dia 17 de maio, no horário das 09h ao meio-dia, no Edifício Sede da Federação das Indústria do Estado de São Paulo, na capital paulista. O evento é patrocinado pela Prefeitura de Porto Velho, e é uma realização da Editora Globo. O evento também será transmitido ao vivo, e é uma oportunidade da capital rondoniense se mostrar para o mundo e atrair investimentos para as mais diferentes áreas econômicas. Mais informações no site!
 
Dia das Mães
 
Uma boa opção para o final de semana, aproveitando o Dia das Mães, é visitar o Complexo da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, na capital. Totalmente repaginado, o local é uma viagem na história de Rondônia. Como se não bastasse, ainda tem o mais lindo pôr do sol do Estado. A Coluna Semanal fecha essa edição parabenizando todas as mães. Vocês merecem todo o nosso respeito e amor! 
Direito ao esquecimento
Qual loja você acha que deve receber a nova Estátua da Liberdade da Havan?
Como você avalia a gestão do prefeito Lezão em Rio Crespo?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS