PRECARIEDADE: Vídeos mostram situação de abandono de casa de apoio do Cimcero

Local que deveria ser de acolhimento e aconchego fora de casa, está sem manutenção em Porto Velho

PRECARIEDADE: Vídeos mostram situação de abandono de casa de apoio do Cimcero

Foto: Reprodução da internet

Milton Gonçalves Lopes, residente em Cerejeiras e com 49 anos, expôs em vídeos a condição deplorável da casa de apoio destinada aos pacientes de sua cidade e de outras 32, localizada na capital Porto Velho.

 

Chegando lá no domingo passado (12) para tratamento contra Hepatite B, ele se deparou com instalações precárias gerenciadas pelo Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia - Cimcero.

 

“Não é a primeira vez que faço uso da casa de apoio, sempre venho fazer tratamento e cada vez a situação está muito pior, mas agora está insuportável. Tentamos mudar de quarto e não foi autorizado, tem 3 homens e uma mulher (uma senhora) no mesmo quarto, isso é um absurdo, cadê nossos vereadores e gestores públicos de Cerejeiras que não enxergam isso?”, desabafou ele.

 

 

As filmagens revelam vazamentos no teto do quarto, gotejando sobre a cama, além de paredes e tetos mofados, e um banheiro em estado deplorável, inadequado para pacientes em tratamento de saúde com imunidade comprometida.

 

Situada na Avenida Jorge Teixeira, próxima à rodoviária na área central de Porto Velho, a casa de apoio ocupa o antigo Hotel Rey, um prédio desgastado, sem manutenção e deteriorado.

 

Palavras

 

"O CIMCERO é um Consórcio Público de Municípios do estado de Rondônia. Em 2017, o Consórcio criou o programa Casa de Apoio, para auxiliar e facilitar o tratamento de saúde dos munícipes dos municípios consorciados na cidade de Porto Velho", diz um comunicado no site do Cimcero.

 

No mesmo endereço eletrônico há um texto informando que: “O principal objetivo é promover dignidade às famílias que precisam”.

 

Essa Casa de Apoio, mantida pelo CIMCERO, realiza uma média de 6 mil atendimentos mensais, totalizando cerca de 72 mil ao ano.

 

 

Atende pacientes de 28 municípios de Rondônia, proporcionando hospedagem e assistência. Com 420 quartos climatizados e banheiros, oferece refeições diárias, visando dar dignidade às famílias que buscam tratamento em Porto Velho.

 

Considerada um dos maiores "hotéis públicos" do estado, a unidade é gerida pelo Consórcio em colaboração com as prefeituras locais.

 

As secretarias de saúde municipais encaminham os pacientes, enquanto a equipe de Porto Velho os acolhe e organiza sua estadia. Com foco na assistência médica, consultas, exames e cirurgias, a casa hospeda em média 400 pessoas diariamente, fornecendo refeições de qualidade sem custo adicional.

 

 

Até o momento, nem a Prefeitura de Cerejeiras nem o Cimcero se pronunciaram sobre os vídeos que mostram a precariedade da Casa de Apoio do consórcio.

 

Caso alguém queira se manifestar, o Rondoniaovivo garante o espaço e a atualização deste texto caso isso aconteça.

 

*Com informações da Gazeta Rondônia.

Direito ao esquecimento
Qual pré-candidato à Prefeitura de Machadinho do Oeste tem sua preferência?
Como você avalia a gestão do prefeito Jurandir de Oliveira em Santa Luzia do Oeste?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS