PODE AJUDAR?: Após ser expulsa de casa, jovem grávida pede doações

Mãe de 18 anos está morando em um salão na zona Leste de Porto Velho

PODE AJUDAR?: Após ser expulsa de casa, jovem grávida pede doações

Foto: Ilustrativa / Tirachardz via Freepik

“Nunca pensei que ia precisar pedir nada de ninguém”, disse Eliane Barbosa, de 18 anos, em entrevista ao Rondoniaovivo. Na última quinta (21), a jovem entrou em contato com a redação para pedir ajuda aos leitores do jornal. Grávida de quatro meses, ela é natural de Vista Alegre do Abunã, distrito a cerca de 260 km de Porto Velho, e precisa de doações.
 
Eliane está morando em um salão de beleza, de propriedade da sua família, localizado no bairro Planalto, zona Leste de Porto Velho. “Eu morava com o meu pai. Ele tem esquizofrenia, então quem manda na casa é minha irmã. Ela me expulsou e eu fiquei rodada, só com minhas roupas e uma máquina de lavar”, disse.
 
Sem colchão, fogão, geladeira ou ventilador, a jovem diz que tem dormido no chão do salão. Tímida, ela pediu que o jornal não publicasse sua imagem. “Estou numa fase difícil. Não tenho nada de casa, mas eu tenho muito medo de sair na reportagem e as pessoas bagunçarem comigo porque sou nova ainda”. Para o jornal, ela contou um pouco sobre a vida pessoal. 
 
Eliane não estuda, mas está à procura de trabalho. “Parei [os estudos] na 7ª série. Estou à procura de um emprego de babá ou faxineira”. O marido dela, pai da criança, é trabalhador rural. “Ele está trabalhando em um sítio, ajudando a fazer cercas, mas a diária é pequena. Ele me deixou aqui na casa da minha irmã, mas ela brigou comigo e eu fiquei sem ter onde fazer comida. Sem onde beber água gelada”, contou. 
 
A quase-adolescente esclareceu, entretanto, que apesar das dificuldades, tem mantido os cuidados necessários durante a gravidez. “Eu estou acompanhando o pré-natal. Ainda não sei se a gravidez é de risco. Não tenho bicicleta, então vou a pé para o ‘postinho’ de saúde do Aponiã”, contou Eliane. Com base nos exames médicos que o Rondoniaovivo teve acesso, existe a possibildade do bebê ter anemia - mas isso ainda deve ser confirmado com outros testes.
 
“Eu tô precisando da ajuda de vocês [do jornal]. A vida não tá fácil pra mim. Já pensei várias vezes em desistir, mas eu não posso desistir porque não vou acabar só comigo - tenho um bebê dentro de mim”.
 
Caso você possa ajudar Eliane Barbosa doando móveis e eletrodomésticos (como colchão, ventilador, fogão e geladeira) ou vestidos próprios para gestantes, pode entrar em contato com a jovem pelo telefone ou mensagem no número: (69) 8117-2390.
Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Armando em Seringueiras?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ouro Preto do Oeste tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS