COMÉRCIO: Visita de presidente peruano representa integração entre Brasil e Peru

Apesar da proximidade, Rondônia vende pouco para os países vizinhos

A vinda do presidente Jair Bolsonaro à Rondônia, nesta quinta-feira (03), para se encontrar com presidente peruano, Pedro Castillo, representa uma abertura comercial para ambos os países em várias áreas. 
 
Se para o Brasil, é importante ter acesso de nossos produtos ao mercado do Peru, para Rondônia, isso é muito mais importante ainda. O nosso Estado um grande produtor de grão e tem todas as condições de abastecer os peruanos. Paralelo a isso, somos favorecidos pela localização geográfica, que facilita o transporte dessas comodities.
 
Para a especialista em comércio exterior e diretora da InterFrazão, Ivanilda Frazão, o empresariado local deve ficar atento às possibilidades que se abrem com o incremento das relações entre Brasil e Peru. 
 
“Essa visita do presidente do Peru, Pedro Castillo, concretiza 2022 como o ano de oportunidades para fortalecermos a relação comercial Brasil-Peru-Rondônia-Peru. Assim é uma oportunidade para o agronegócio, para as agroindústrias e o comércio. Isso também vale para a Bolívia também”, ressaltou.
 
Destinos
 
Hoje, Rondônia é um estado estratégico na região Norte do Brasil, com uma economia pujante, onde a produção agrícola e a pecuária dominam. Segundo o portal Comex Stat, que fornece dados estatísticos sobre as exportações brasileiras, em 2021 o nosso estado exportou US$ 1,51 bilhão, enquanto as importações totalizaram US$ 491,5 milhões. Ou seja, mais vendemos do que compramos, sendo o superávit entre as duas atividades de US$ 1.016 bilhão (dólares).
 
Atualmente, os produtos “made in Rondônia” tem como destinos principais, os seguintes países: China (US$ 197 milhões), Espanha (US$ 156 milhões); Turquia (US$ 129 milhões); Países Baixos (US$ 124 milhões) Hong Kong (US$ 125 milhões); Chile (US$ 101 milhões); Estados Unidos (US$ 82,4 milhões) e México (US$ 68,7 milhões).
 
Os principais produtos exportados por Rondônia são: soja, milho, algodão; carne bovina congelada desossada; carne bovina fresca ou refrigerada e minérios. Entre os municípios rondonienses que se destacam no saldo da balança comercial estão: Vilhena, Rolim de Moura, Cerejeiras, Ji-Paraná, Jaru, São Miguel do Guaporé, Chupinguaia, Cacoal e Ariquemes. Apenas três municípios importaram mais que exportaram: Porto Velho, Pimenta Bueno e Cabixi.
 
Como podemos observar,poucos países da América Latina, aparecem na lista dos principais mercados de produtos exportados por Rondônia. É justamente essa situação que precisa ser mudada e o nosso Estado conquistar o mercado desses países vizinhos.
Direito ao esquecimento
Como você classifica os serviços da Energisa?
Como você classifica a gestão do prefeito Hildon Chaves em Porto Velho?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS