COLUNA SEMANAL: Funcionários da Maternidade Municipal entram em pânico com ameaças de grávida

Léo Moraes entra como pré-candidato à Prefeitura da capital; período de queimadas chegando e falta verba para combate ao fogo; isso e muito mais na coluna dessa semana

COLUNA SEMANAL: Funcionários da Maternidade Municipal entram em pânico com ameaças de grávida

Foto: Divulgação

 

Educação

 

"A crise da educação no Brasil não é uma crise; é um projeto". Essa frase do antropólogo Darcy Ribeiro nunca esteve tão atual em nosso país. Os projetos de escolas cívico-militares se espalhando pelo Brasil e a aprovação, no Paraná, de medidas que permitem que empresas terceirizadas façam a gerência das escolas públicas naquele Estado, podem parecer algo sem muita importância. Mas isso é apenas a ponta de um iceberg que só mostrará os seus resultados em alguns anos. Estão mexendo com a formação de nossos jovens, moldando a forma como vão pensar. É a criação de um campo fértil para a pauta de costumes e intolerância, de várias formas, ganharem força.

 

Professores

 

No Paraná, o projeto de lei foi chamado de ‘Parceiro da Escola’ e visa transferir a gestão administrativa e de infraestrutura das 204 escolas estaduais para empresas. O texto do PL informa que deixará para a Secretaria de Educação apenas a administração pedagógica desses estabelecimentos. Lá, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná já denunciou que esse modelo já foi implantado em duas escolas e resultou na dispensa de professores para a contratação de outros com salários mais baixos. Como no Brasil, essas ideias têm a tendência a serem imitadas, é bom os educadores locais colocarem as barbas de molho e de olhos bem abertos!

 

Boato no Castelo Branco

 

A coluna checou uma informação de que o prédio da antiga Escola Castelo Branco, localizado na avenida Farquar, em frente ao Tribunal de Justiça, e que está passando por uma reforma iria se transformar em órgão do Poder Judiciário. A assessoria de Comunicação do TJ-RO negou essa notícia e a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) emitiu uma nota sobre o assunto. Veja o texto:

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO - ESCOLA CASTELO BRANCO

 

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que a Escola Estadual Castelo Branco, localizada em Porto Velho, passará por um processo de reconstrução.

Os projetos arquitetônicos, estruturais, elétricos, sanitários e de terraplenagem estão em fase de elaboração. Após a conclusão dessa etapa, serão realizados os estudos de licitação para a contratação da empresa que ficará responsável pela obra.

 

 

Idosos esquecidos

 

Já que estamos falando da questão de saúde, existe um público que merece atenção especial de todos nós. Estamos falando dos idosos. Todos querem viver, mas ninguém quer envelhecer. No entanto, a natureza não perdoa, se quer viver muito tem que envelhecer! Mas é envelhecer com qualidade de vida! Conforme o Censo de 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, no Brasil já são mais de 32 milhões de pessoas idosas. Em   Rondônia há  196 mil e em Porto Velho são mais de 48 mil idosos, com mais de 60 anos. Para essa população, há apenas um centro de convivência para idosos e duas instituições de longa permanência, já lotadas.

 

Obras paradas

 

Uma denúncia que chegou à coluna foi de que as obras do Instituto de Longa Permanência em Porto Velho, de responsabilidade da Prefeitura da capital, estão paradas. Localizado na Estrada da Penal, a ordem de serviço para o início das obras foi assinada em março do ano passado, pela Prefeitura da capital, com orçamento de R$ 7,4 milhões. O local deveria abrigar 45 idosos, com espaço para acolhimento e suprir as necessidades deles. Porém, sempre tem o porém, a construção está com passos de lesma e, ao que tudo indica, os idosos vão ficar mais algum tempo sem um local adequado em Porto Velho. Quem sabe o próximo prefeito, coloque este tão importante projeto para funcionar. Lamentável! O espaço está aberto para a manifestação da prefeitura.

 

Será o nome?

 

Por falar em obras públicas paradas, parece que o nome Heuro, que significa Hospital de Emergência e Urgência de Rondônia, deveria ser mudado. Esse nome não está dando sorte! Só pode ser isso! Entra e sai governador e o hospital que deveria substituir o Hospital João Paulo II, velho de guerra, não fica pronto. No local onde começaram as obras de construção no Bairro Três Marias, zona Leste da Capital, o clima é de desolação. Tudo parado e a esperança dos rondonienses de serem tratados com mais dignidade na saúde vai sumindo.

 

Heuro

Os representantes do Consórcio Vigor Turé, responsável pela construção do Heuro, informaram à coluna que o atraso na obra se deve à burocracia em relação às licenças ambientais, que deveriam ser liberadas pela Prefeitura de Porto Velho. O lançamento das obras do Heuro ocorreu em março de 2022 e foi feito com maior estardalhaço pelo Governo do Estado, e pelo cronograma da construção, o primeiro bloco deveria ser entregue à população em dez meses. No entanto, não foi isso o que ocorreu e os rondonienses continuam se amontoando no Hospital João Paulo II.

 

Abandonar o Heuro

 

Nesse jogo sobre a construção do Heuro, fica a pergunta: existe o risco de a empresa abandonar a construção do hospital? “Esse risco não existe, se depender da Vigor Turé. Ela já está com a documentação toda pronta para levantar o financiamento e só não foi liberado o dinheiro, por conta dessas licenças. Então, se o Estado e o município não atrapalharem, essa obra sai”, garantiram os representantes do consórcio. Quem viver, verá!

 

Facção na Maternidade

 

Eis que chega à coluna a informação que, na última semana, o medo dominou a Maternidade Mãe Esperança, em Porto Velho. Servidores relataram que o motivo do pânico se deveu ao fato de uma grávida, esposa de um chefe de facção, ter feito o parto no local. A criança nasceu, porém, demandou maiores cuidados e se fez necessário, que mãe e filho ficassem mais sete dias para que o bebê fosse medicado e liberado saudável. No entanto, a mãe e o pai não gostaram da proposta, pois queriam a liberação da maternidade o quanto antes. Por isso, passaram a aterrorizar a equipe, ameaçando os funcionários e pressionando para que fossem dadas as altas da mulher e do recém-nascido. Desesperados e temendo as ameaças, os servidores adiantaram a medicação da criança e mandaram mãe e filho para casa. A que ponto chegamos!

 

João Paulo II

 

Continuando na questão da segurança nas unidades públicas de saúde, uma fonte informou que na última quinta-feira(6), uma enfermeira foi atacada por uma senhora que a acusou de não estar fazendo corretamente, o tratamento no filho dele, que havia sido vítima de um acidente. A mulher avançou na profissional de saúde, que ficou lesionada e só escapou da agressão por intervenção de outras pessoas no local. Esses dois casos demonstram a necessidade urgente de se repensar a segurança nesses locais para resguardar a vida de funcionários, pacientes e acompanhantes. Ao pessoal da saúde, a coluna expressa toda repulsa por essas ações e também a admiração pelo trabalho que prestam. Força, minha gente!

 

Incêndios

 

Se depender das previsões, mesmo que alguns teimem em não aceitar, 2024 será um ano de muito calor. Para nós que vivemos em Rondônia é sinal de clima de deserto, rios secando e fumaça, aliás, muita fumaça. São os incêndios florestais que devem ser bem maiores esse ano que nos anteriores. Essas previsões foram feitas desde o ano passado pelos órgãos que tratam de questões ambientais, como o Censipam. O superintendente do Ibama em Rondônia, César Guimarães, informou à coluna que foram contratados 205 brigadistas para combater incêndios em florestas públicas federais e nas terras indígenas em Rondônia. Grupo treinado e preparado para atuar e verba para o serviço.

 

Sem orçamento

 

Pois bem, a coluna uma fonte revelou que, recentemente, houve uma reunião entre os órgãos envolvidos com a questão da preservação ambiental e o combate ao fogo nos próximos meses. No encontro, foram questionados os representantes do Corpo de Bombeiros, sobre como o Estado estava se preparando para esse período? A resposta deixou a todos na reunião preocupados. Foi dito que a corporação esperava contar com a boa vontade da população, pois, não havia orçamento para esse tipo de atividade. Ou seja, os incêndios em áreas urbanas correm o risco de se espalharem sem ter mão de obra especializada para combatê-lo. Se isso se confirmar, moradores das cidades de Rondônia, tratem de preparar os baldes e rezar!

 

Léo assumiu

 

E Léo Moraes, finalmente, se assumiu como pré-candidato a Prefeitura de Porto Velho. Depois de muitas especulações, e como a coluna já havia antecipado, ele deixou o Detran e com as bênçãos do governador Marcos Rocha, entrou no jogo pela cadeira que hoje pertence ao prefeito Hildon Chaves. Com isso, a capital deverá ter uma das eleições mais disputadas pelo cargo de prefeito. Léo Moraes vem com a experiência de ter sido vereador, deputado estadual e federal, além de ter ido para o segundo turno em 2016 quando perdeu para Hildon Chaves. Um ponto todos concordam: o de que a entrada dele no jogo foi mais um fator para abafar o clima de já ganhou, onde muitos diziam que a vitória de quem o prefeito apoiasse seria por WO. Ao que tudo indica, vai ter muita gente precisando de umas aulas de teatro para convencer o eleitor!

 

Vandâlos

 

Porto Velho precisa urgentemente de uma campanha educativa e de policiamento nos espaços públicos de lazer. Vândalos, infelizmente, andam fazendo a festa. Um exemplo, é o Parque da Cidade, localizado atrás do Porto Velho Shopping. O local está bonito e agradável e as famílias frequentam, porém, algumas pessoas não nasceram para viver em sociedade. No local, os banheiros já começaram a ser vandalizados. Uma pena! Outro triste exemplo, são as passarelas construídas recentemente, na BR 364, dentro do perímetro urbano da capital, onde foram furtados os fios elétricos e as luminárias deixando tudo no escuro, aumentando a insegurança no local. Para fechar, um homem foi preso furtando fios da nova rodoviária, que ainda nem foi inaugurada. Triste do povo que não respeita e nem preserva as suas áreas de lazer! 

 

Farra de Diárias

 

O Ministério Público de Rondônia (MPRO), por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim, deu um chega pra lá na farra de diárias na Câmara Municipal local. O responsável pelo caso, é o promotor de Justiça Fernando Henrique Berbert Fontes, afirmou que a concessão de diárias deve ser vinculada ao exercício da função pública e depende de uma motivação clara, sob pena de incorrer em improbidade administrativa. Entre as orientações do MP-RO para o Legislativo guajaramirense deve se abster de conceder o pagamento de diárias a servidores e vereadores que tenham como única finalidade a entrega ou protocolo de documentos em outros municípios. Além disso, a Câmara Municipal deve autorizar o pagamento de diárias apenas em caso de justificativa clara e precisa acerca do motivo e da necessidade do deslocamento, bem como a demonstração da necessidade de pernoite. Se essa onda pega, o MP-RO vai ter que emitir muitas orientações em Rondônia.

 

Casa Nova

Quem está de malas prontas para mudar de partido é a deputada federal Sílvia Cristina. Ela começou no PDT, com o apoio dos Gurgacz e com o verniz de esquerda; largou e foi para o Partido Liberal (PL), abraçando as pautas bolsonaristas; e, agora, vai para o Partido Progressista (PP), que tem como cacique o ex-governador Ivo Cassol. Como se vê, ela é uma mulher bem pragmática nos objetivos dela. Boa sorte na nova legenda!

 

Estrada e comida

 

A advogada Zênia Cernov está com uma página no Instagram muito interessante, chamada cozinha panorâmica. Vale à pena seguir! São dicas dos mais variados pratos feitos a bordo do motorhome dela, que percorre vários pontos do Brasil. Quem quiser conhecer, pode ir neste link .

 

Carros Antigos

 

Uma boa pedida para esse sábado(08), é o encontro de carros antigos que acontece, a partir das 18h, no Porto Velho Shopping. Uma excelente oportunidade de viajar no tempo e relembrar momentos inesquecíveis a bordo dessas relíquias. Afinal, quem nunca andou de Fusca, Corcel I e II, Variant, Fiat 147, Belina, Caravan entre outros?

 

Samba raiz

 

Os amantes do samba raiz agora tem uma excelente opção para ouvir o melhor desse ritmo bem brasileiro. Trata-se da roda de samba do Bar do Alípio, localizado na avenida Carlos Gomes, entre as avenidas Tenreiro Aranha e Marechal Deodoro, no centro de Porto Velho. O encontro começa às 19h, todas as sextas-feiras. Nomes como Bubú Johnson e Normam Junior ditam o ritmo. É música de qualidade com quem entende do riscado. Imperdível!

Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Armando em Seringueiras?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ouro Preto do Oeste tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS