SEM DATA: Depen suspende concurso público com 309 vagas em razão da pandemia

Um novo cronograma será divulgado oportunamente

SEM DATA: Depen suspende concurso público com 309 vagas em razão da pandemia

Foto: Divulgação

 

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) suspendeu o concurso público com 309 vagas para os cargos de especialista federal em assistência à execução penal e de agente federal de execução penal. De acordo com o comunicado, publicado no Diário Oficial, a razão é a pandemia do novo coronavírus. As  provas, que estavam agendadas para o próximo domingo (28/2) também estão suspensas.
 
Veja o comunicado completo:
 
"Em razão das medidas restritivas adotadas por alguns estados em decorrência da pandemia, torna públicos a suspensão do concurso público para o provimento de vagas nos cargos de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal e de Agente Federal de Execução Penal, bem como o adiamento das provas que seriam realizadas no dia 28 deste mês. Torna público, ainda, que o novo cronograma será divulgado oportunamente."
 
Recentemente, o Ministério Público Federal (MPF) chegou a instaurar inquérito para apurar possível irregularidade na aplicação das provas previstas, por conta do momento de pandemia. 
 
Sobre o concurso
 
O concurso do Depen com 309 vagas foi retomado em janeiro, após ter sido suspenso em 2020 em virtude da pandemia de covid-19.
 
Há chances de nível superior para especialista federal em assistência à execução penal, com remuneração de R$ 5.865,70. O posto é dividido nas áreas de enfermagem, médico clínico, médico psiquiatra, odontologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional.
 
Já para quem tem nível médio, há vagas para agente federal de execução penal, com remuneração R$ 6.030,23. 
 
Os candidatos serão lotados na Sede do DEPEN, em Brasília/DF, ou em uma das cinco penitenciárias federais, localizadas nas cidades de Brasília/DF, Campo Grande/MS, Catanduvas/PR, Mossoró/RN e Porto Velho/RO, de acordo com o interesse e a necessidade da Administração.
 
O concurso será composto por provas objetivas, discursivas, exame de aptidão física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e curso de formação profissional.
 
Todas as fases da primeira etapa, a avaliação biopsicossocial dos candidatos que solicitarem concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência e o procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros serão realizadas nas 26 capitais das unidades da Federação, no Distrito Federal e nas cidades de Catanduvas/PR e Mossoró/RN.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS