CALAMIDADE: Crianças precisam de UTI no Cosme e Damião, mas Sesau não faz nada

Segundo famílias, situação persiste há alguns dias

CALAMIDADE: Crianças precisam de UTI no Cosme e Damião, mas Sesau não faz nada

Foto: Divulgação

 
 
Nas primeiras horas deste domingo (16), pais e mães procuraram o Rondoniaovivo desesperados com a possibilidade dos seus filhos morrerem pelo descaso do poder público. 
 
Segundo eles, há 5 crianças intubadas em um setor do Hospital Infantil Cosme e Damião, em Porto Velho, à espera de um leito de UTI. 
 
Ainda de acordo com eles, a situação acontece há alguns dias e a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), nada faz para mudar o quadro. 
 
"Os médicos do Cosme e Damião estão desesperados. A situação está crítica! Não tem vagas na UTI para crianças e a Sesau não está tomando nenhuma providência", desabafou um pai. 
 
Tentamos contato com a Sesau durante todo este domingo, mas até o momento, não houve retorno. 
 
No entanto, nesta segunda-feira (17), às 15h52, o Governo de Rondônia enviou nota de esclarecimento. Veja abaixo:
 
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), esclarece que seis crianças que estavam internadas no Hospital Infantil Cosme e Damião foram transferidas para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da região, sendo uma para o hospital regional de Cacoal e cinco para leitos da rede privada de Porto Velho, contratadas emergencialmente pela Sesau. 
 
O paciente transferido para Cacoal reside em Porto Velho, mas recebeu a primeira vaga disponível no município. A Secretaria ressalta que o estado clínico de cada paciente será repassado primeiramente para os familiares.

Galeria de Fotos da Notícia

CALAMIDADE: Crianças precisam de UTI no Cosme e Damião, mas Sesau não faz nada

Direito ao esquecimento

O Rondoniaovivo quer saber: quando você vai assistir televisão, qual sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

M D Fernandes

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS