SOLIDARIEDADE: Voluntários que ajudam animais de rua estão com R$ 4 mil em dívidas

Protetores Voluntários PVH atuam na castração, alimentação e acolhimento temporário de cães e gatos em Porto Velho

SOLIDARIEDADE: Voluntários que ajudam animais de rua estão com R$ 4 mil em dívidas

Foto: Divulgação

Os apelos em postagens nas redes sociais viraram rotina para os Protetores Voluntários PVH, grupo que atua na castração, alimentação e acolhimento temporário de animais de rua de Porto Velho.
 
O motivo são as dívidas em pet shops ou clínicas veterinárias que fornecem rações, atendimento e fornecem medicações para o grupo com pagamento posterior (o bom e velho fiado). A última soma feita na quarta-feira (23) chegou a quase R$ 4 mil reais, apenas em um dos locais. 
 
“A situação está muito complicada. Já não podemos pegar mais rações e os remédios, pois tá difícil também para o dono da loja nos fornecer com uma dívida tão alta. Por isso estamos fazendo esses pedidos de socorro diários e pedindo o apoio do Rondoniaovivo, que sempre nos ajuda quando precisamos de divulgação”, lamentou a voluntária Indira Jara.
 
Protetores Voluntários estão vendendo canecas com imagens de animais resgatados e castrados pelo grupo - Foto: Divulgação
 
Por isso, também o grupo de voluntários está se movimentando, com a venda de camisetas, canecas e adesivos para quem puder ajudar. Os interessados podem entrar em contato pelas redes sociais do grupo @pvhprotetoresvoluntários ou pelo telefone (69) 99254-9977 (com WhatsApp).
 
“Estamos contando com a solidariedade de muitas pessoas que acompanham nossas lutas, especialmente no resgate de cães e gatos feridos. Quem quiser comprar nossos produtos, basta entrar em contato que até entregamos em domicílio”, afirmou ela.
 
Adesivos também são vendidos para tentar diminuir dívidas do grupo - Foto: Divulgação
 
Quem puder contribuir com qualquer quantia e apoiar os Protetores Voluntários a continuarem o trabalho, basta fazer uma transferência na chave PIX pvhprotetoresvoluntarios@hotmail.com
 
Pet Day
 
No Pet Day (Dia dos Animais) realizado no sábado passado (dia 19 de março), os Protetores Voluntários arrecadaram mais de 30 quilos de ração para alimentar cães e gatos que vivem nas ruas ou estão em lares temporários. 
 
Pequena cachorrinha que esteve no Pet Day não conseguiu um lar novo e ainda está disponível para adoção responsável - Foto: Divulgação
 
Dos 10 animais disponibilizados para adoção responsável, seis conseguiram um novo lar. A busca de novas famílias ainda segue para quatro bichinhos. 
 
Conheça mais
 
Um dos lemas do grupo Protetores Voluntários PVH é “Não adianta ter pena! Temos que ter Atitude”.
 
Há pelo menos oito anos, desde 2014, o grupo Protetores Voluntários também tem o projeto “Quem Ama Castra”, que atua na castração, acolhimento, adoção, cuidados e alimentação de animais de rua, como cães e gatos na capital.
 
 Casal de irmãos chamado de Cravo e Rosa também ainda estão disponíveis para famílias que estejam cheias de amor e carinho para dar - Foto: Divulgação
 
“Não temos abrigo. Atuamos com resgates pontuais de animais atropelados ou que tenham crias na rua, por exemplo. Recentemente, cheguei a abrigar 10 animais na minha casa. Mas, ainda bem que conseguimos adoções para quase todos”, explicou Indira Jara.
Direito ao esquecimento
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ji-Paraná tem sua preferência?
Como você avalia a gestão do prefeito Cornelio em São Miguel do Guaporé?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS