As Maiores Start-ups de Lisboa

Portugal é um país extremamente inovador e casa para start-ups extremamente promissoras. Descubra quais às que deve estar atento em Lisboa.

As Maiores Start-ups de Lisboa

Foto: Reprodução / Internet

5 Start-ups de Lisboa Promissoras

Embora os portugueses muitas vezes tenham uma atitude derrotista perante o tecido empresarial do país, a verdade é que o este país alberga muitas empresas inovadoras e que prometem revolucionar as suas áreas de atuação. Os unicórnios são raros, porém, as start-ups promissoras encontram-se às dezenas.

Neste artigo, vamos explorar algumas das start-ups mais promissoras de Lisboa, assim como dar um contexto sobre o mundo geral deste tipo de empresa no nosso país. Preparado para conhecer as start-ups mais promissoras?

 

Um país inovador

Os portugueses podem não acreditar muito nisso, mas, no estrangeiro, Portugal é visto como um dos países mais entusiasmantes e inovadores no que diz respeito a novas empresas, especialmente aquelas que alavancam a inteligência artificial para desenvolver software. O próprio governo português disponibiliza vários programas de apoio e incubadoras para este tipo de empresa, o que demonstra que existe vontade de continuar a crescer neste setor.

Além disso, existem ainda mais de 120 fundos de investimento e cerca de 40 aceleradores que potenciam o crescimento das empresas mais promissoras e tão entusiasmantes quanto os jogos online do Verde Casino.

Estas empresas encontram-se distribuídas quase uniformemente pelas maiores cidades do país, no entanto, Lisboa continua a ser a capital das novas empresas por excelência. Portanto, vejamos quais as start-ups lisboetas a que devemos estar atentos.

 

As start-ups lisboetas mais promissoras

Lisboa é uma cidade repleta de start-ups e de empresas inovadoras. Quer saber quais as mais populares e que merecem a sua atenção num futuro próximo? Vamos conhecê-las:

 

1. Rauva

 

Fundada em 2022, a Rauva é uma start-up que oferece aos empresários um maior controlo sobre as finanças das suas empresas através de uma única aplicação. Através da app desta start-up, é possível enviar faturas, gerir despesas e até mesmo pedir apoio com a contabilidade da empresa. De um modo geral, se for relacionado com o lado financeiro de um negócio, então a app da Rauva promete ajudar.

Apesar de tudo, não se sabe se a start-up recebeu ou não investimento externo. No entanto, o que se sabe é que em 2023 a Rauva adquiriu o Banco Empresas Montepio por cerca de 30 milhões de euros, o que permitiu à start-up diversificar a sua oferta de serviços.

 

2. Stratio

 

A Stratio foi fundada em 2017 e foca-se numa gestão mais eficiente da frota de uma empresa. A start-up promete minimizar a disrupção causada pela avaria de veículos de uma frota através de inteligência artificial. Através de algoritmos avançados e complexos, a aplicação da empresa planeia estrategicamente os serviços de manutenção dos veículos de modo a minimizar o tempo em que os veículos estão fora de serviço.

Na sua última ronda de investimento, a Stratio conseguiu angariar 12 milhões de dólares.

 

3. SheerMe

 

Esta start-up portuguesa foi criada em 2020 e foca-se nos pagamentos na área de saúde e bem-estar. A empresa promete aumentar os números de reservas de serviços às empresas que utilizarem os seus produtos. A SheerMe permite gerir reservas, pagamentos e ainda entrar num programa de cashback de modo a fidelizar os clientes.

Em julho de 2023, a start-up conseguiu angariar 2,5 milhões de dólares de alguns fundos de investimento. Esses fundos serão utilizados para expandir a empresa.

 

4. Casafari

 

Fundada em 2018, a Casafari oferece aos seus clientes uma base de dados compreensiva de imobiliário europeu de modo a permitir uma comparação fácil entre propriedades. Além disso, esta start-up também facilita a angariação de leads e facilita todo o negócio de compra e de venda.

Na sua primeira ronda de investimento, a Casafari conseguiu 15 milhões de dólares. Depois disso, a empresa obteve outro investimento de 120 milhões de dólares.

 

5. Bloq.it

 

A Bloq.it é uma empresa que facilita o envio e a entrega de encomendas através de smart lockers, ou cacifos inteligentes. Fundada em 2019, a empresa oferece uma rede integrada de pontos de entrega e recolha de encomendas de modo a facilitar as expedições das empresas.

Embora já tenha conseguido investimento por parte de um fundo de investimento em 2021, o montante angariado pela Bloq.it não é público. Resta esperar para ver se a empresa vai ou não tentar uma nova ronda de investimento no futuro.

 

Um país na vanguarda

Apesar de a esta lista apenas referir cinco start-ups, o tecido empresarial composto por este tipo de empresas é muito mais expansivo e entusiasmante. Portugal encontra-se bem posicionado para se tornar num dos principais polos tecnológicos do futuro e demonstra ser um país composto por empresários inovadores e que gostam de arriscar.

Lisboa é apenas uma das muitas cidades onde se encontram estas empresas. Porto e Coimbra são outras duas cidades com uma grande presença destas empresas inovadoras. Resta esperar para ver se alguma delas se consegue tornar num unicórnio ou se continuarão apenas a dar cartas numa escala mais pequena.

Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão da prefeita Valéria Garcia em Pimenteiras do Oeste?
Você é a favor do uso da linguagem neutra?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS