SEM DIREITO À DEFESA: Pastor que é contra política dentro da Assembleia de Deus perde o cargo

Sérgio Pereira chamou de “pilantras” quem estava por trás de ação contra ele

SEM DIREITO À DEFESA: Pastor que é contra política dentro da Assembleia de Deus perde o cargo

Foto: Divulgação

 

O Folha do Sul Online  teve acesso ao áudio “vazado” do pastor Sérgio Pereira, que liderava a Igreja Assembleia de Deus na cidade de Cacoal, no qual ele revela ter sido destituído da presidência da denominação protestante.
 
No mês de agosto deste ano, o site publicou um vídeo do religioso, após a gravação viralizar nas redes sociais. Em sua pregação, o pastor se posiciona contra a militância política nos templos e aconselha as lideranças a entregarem seus cargos, caso decidam entrar na vida pública.
 
No áudio que está circulando intensamente em grupos no WhatsApp, Sérgio aponta ações que tentam desconstruir sua liderança e menciona “pilantras que nunca congregam”, e que estariam por trás de sua destituição da função ministerial.
 
O religioso conta que foi chamado por uma comissão de pastores e cita os nomes deles (incluindo um de Vilhena), que comunicaram sua destituição imediata da presidência da igreja que comandava, e que não revelaram a motivação para afastá-lo, negando-lhe inclusive o direito à “ampla” defesa.
 
Clique aqui e ouça o áudio.
Direito ao esquecimento
Como você avalia a gestão do prefeito Armando em Seringueiras?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ouro Preto do Oeste tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS