CRIME BÁRBARO: Polícia prende suspeito de matar colega de trabalho e jogar corpo para urubus

Perícias, exames e depoimentos de testemunhas estão sendo realizados para descobrir a motivação do assassinato

CRIME BÁRBARO: Polícia prende suspeito de matar colega de trabalho e jogar corpo para urubus

Foto: Divulgação

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Homicídio aconteceu em Costa Marques, região de fronteira com a Bolívia. Suspeito foi localizado em Seringueiras (Foto: Reprodução)

Homicídio aconteceu em Costa Marques, região de fronteira com a Bolívia. Suspeito foi localizado em Seringueiras - Foto: Reprodução

Em Rondônia, polícia prende suspeito de matar colega de trabalho e jogar corpo no pasto para urubus comer.

 

O principal suspeito de ter matado um colega de trabalho, e depois jogado o corpo da vítima no pasto de uma propriedade rural, foi preso no início desta semana em Seringueiras (RO), região do Vale do Guaporé — perto da fronteira com a Bolívia. Segundo a Polícia Civil, o suspeito tem 43 anos, é usuário de drogas e tem passagem por outros crimes.

 

O homicídio aconteceu na última sexta-feira (16), dia em que o investigado e a vítima foram vistos juntos em um estabelecimento comercial de Costa Marques (RO), onde ingeriam cerveja. Após esse encontro, a vítima conhecida como Mazinho desapareceu, sem dar mais notícias à família.

 

Posteriormente, o corpo de Mazinho foi encontrado jogado em uma pastagem, perto da casa onde trabalhava como caseiro.

 

A Polícia Civil iniciou as investigações e descobriu que a vítima foi morta por seu colega de trabalho, mas o nome do investigado não foi divulgado. Depois do crime, o suspeito fugiu com a motocicleta de Mazinho e uma motosserra, que foram recuperadas posteriormente.

 

A polícia investiga agora o envolvimento do pai do suspeito na fuga e se houve participação dele no homicídio ou ocultação do cadáver de Mazinho. O delegado Reinaldo Reis, responsável pelo caso, está conduzindo as investigações.

 

Perícias, exames e depoimentos de testemunhas estão sendo realizados para descobrir a motivação do assassinato.

Direito ao esquecimento
Nos últimos 25 anos, qual prefeito de Porto Velho teve a melhor gestão?
Como você classifica a gestão de Alex Testoni em Ouro Preto do Oeste?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS