ESCOLHAS: Conheça áreas com melhores salários e com salários mais baixos em RO

Dados são do Governo Federal por meio da Relação Anual de Informação Social (RAIS); saiba cidades que se destacam

ESCOLHAS: Conheça áreas com melhores salários e com salários mais baixos em RO

Foto: Reprodução da internet

Em Rondônia, há aproximadamente 400 mil trabalhadores com empregos formais, distribuídos entre cerca de 276 mil celetistas e mais de 117 mil estatutários.

 

Os profissionais que trabalham no setor de distribuição de energia elétrica são os que têm os maiores salários médios na região.

 

Os dados mais recentes da Relação Anual de Informação Social (RAIS), divulgados pelo Governo Federal neste ano, revelam as ocupações com os salários mais altos e mais baixos no estado.

 

Setores com melhores remunerações:

 

- Distribuição de energia elétrica - R$ 19.203,01

 

- Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais - R$ 17.579,01

 

- Segurança e ordem pública - R$ 12.762,18

 

- Caixas econômicas - R$ 12.545,54

 

- Justiça - R$ 12.179,61

 

- Geração de energia elétrica - R$ 10.313,49

 

- Bancos comerciais - R$ 9.494,33

 

- Educação profissional de nível técnico - R$ 9.085,46

 

- Administração de infraestrutura portuária - R$ 8.706,80

 

- Bancos múltiplos, com carteira comercial - R$ 7.894,90

 

 

Ocupações com menores médias salariais:

 

- Gestão de instalações de esportes - R$ 1.176,04

 

- Serviços ambulantes de alimentação - R$ 1.354,60

 

- Atividades de produção de fotografias, exceto aéreas e submarinas - R$ 1.365,31

 

- Atividades de fonoaudiologia - R$ 1.371,35

 

- Reparação de artigos mobiliário - R$ 1.388,15

 

- Ensino de arte e cultura - R$ 1.390,99

 

- Confecção, sob medida, de peças do vestuário, exceto roupas íntimas - R$ 1.400,17

 

- Fabricação de letras, letreiros e placas de qualquer material, exceto luminosos - R$ 1.414,48

 

- Fabricação de massas alimentícias - R$ 1.421,73

 

- Agências de notícias - R$ 1.433,77

 

De acordo com os dados da RAIS do ano-base 2022, a renda média declarada pelos residentes do estado foi de R$ 3.372,59. Os trabalhadores do setor de serviços apresentaram a maior remuneração média, atingindo R$ 4.071,24, enquanto aqueles do setor de comércio registraram a menor média, com R$ 2.234,42.

 

Porto Velho, a capital, se destaca entre os 52 municípios do estado com a maior renda média, enquanto Mirante da Serra figura na última posição, com a menor média salarial.

 

Homens x mulheres

 

Dos mais de 393 mil trabalhadores registrados, 54,08% eram homens e 45,95%, mulheres. A faixa etária mais representativa era a de 30 a 39 anos, com pouco mais de 111,2 mil trabalhadores, enquanto havia 2.492 menores de idade e 20.518 idosos empregados.

 

Os dados da RAIS também revelam que 56,5% dos trabalhadores possuíam ensino médio completo, 20,5% tinham ensino superior completo, e apenas 0,3% eram analfabetos. Além disso, foram registrados 605 trabalhadores indígenas.

 

RAIS

 

A RAIS é um registro administrativo anual que visa atender às necessidades de controle, estatísticas e informações das entidades governamentais na área social.

 

Ela funciona como um censo anual do mercado formal de trabalho, fornecendo informações sobre vínculos de emprego, remuneração, nível educacional, idade, nacionalidade dos trabalhadores, entre outros aspectos.

 

O Governo Federal destaca que a RAIS é essencial para cumprir as normas legais e acompanhar e caracterizar o mercado de trabalho formal.

Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Aldo Júlio em Rolim de Moura?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ariquemes tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS